2020-05-21

Estamos de volta!

… e connosco chega Fernando Pessoa (com inéditos) e Pedro Eiras, uma estreia na poesia.

Partilhar:

O Grupo Porto Editora “desconfina” os livros e, em junho, faz apostas fortes nas áreas da ficção, não-ficção, poesia e infantojuvenil.


“É chegado o momento de darmos um sinal de confiança para a retoma do setor, de estimular o regresso dos leitores às livrarias”, afirma Vasco Teixeira, Administrador do Grupo Porto Editora, casa editorial que retoma o lançamento de novas edições.

 

Novidades literárias   Novidades literárias   Novidades literárias
Os editores Cláudia Gomes, Manuel Alberto Valente e Sandra Lopes apresentam as novidades para o mês de junho


Em junho o calendário assinala o Dia de Camões, mas não é só por este motivo que é um mês especial para os apreciadores de poesia: a Assírio & Alvim vai colocar à disposição dos leitores obras de enorme relevância.

No dia 11 de junho publica-se Inferno, de Pedro Eiras, que, contando já com uma vasta bibliografia em Portugal e no estrangeiro que se dispersa por ficção, contos, ensaios e teatro, estreia-se na poesia com este primeiro volume de um tríptico que visitará a obra de Dante.

A fechar o mês de junho da melhor forma, a Assírio & Alvim publicará O Caso Mental Português, de Fernando Pessoa. Com edição de Fernando Cabral Martins e Richard Zenith, esta obra evoca um ensaio, publicado em 1932, onde Fernando Pessoa analisa o fenómeno do provincianismo como característica-chave da mentalidade portuguesa, apresentando vários textos de Pessoa – dois deles estavam, até agora, absolutamente inéditos – sobre o «caso» dos portugueses com conclusões pertinentes ainda hoje.

PORTO EDITORA CELEBRA A POESIA

Não é só a Assírio & Alvim que traz novidades de poesia neste regresso, mas também a Porto Editora. Nos primeiros dias do mês, é publicada Poesia Completa, de Maria Alberta Menéres, assinalando o primeiro ano após a sua morte. Pela primeira vez surgem reunidos, num único volume, todos os livros de poesia publicados por Maria Alberta Menéres, desde 1952 a 1996, numa obra com mais de 280 poemas, alguns deles inéditos, bem como contos e ensaios. As características mais marcantes de toda a imagística da poesia desta célebre autora infantojuvenil são analisadas no posfácio assinado por E. M. de Melo e Castro.

Também a 4 de junho, e constituindo uma mais que justa homenagem ao poeta falecido há cinco anos, surgirá nas livrarias Apresentação do Rosto, de Herberto Helder. Publicada originalmente em 1968, apreendida pela PIDE e com grande parte dos cerca de 1500 exemplares da única tiragem destruídos, esta obra autobiográfica é reeditada pela primeira vez com as alterações feitas pelo próprio autor num exemplar que tinha em seu poder.

Merece também atenção a publicação, a 18 de junho, de Obra Poética, de Artur do Cruzeiro Seixas, um dos maiores mestres surrealistas portugueses, no ano em que celebra o seu centésimo aniversário. Os três volumes são editados na elogio da sombra, coleção que tem como curador Valter Hugo Mãe.

FICÇÃO E NÃO-FICÇÃO

Começando pela ficção, destaque-se a chegada às livrarias, a 4 de junho, com a chancela Porto Editora, de O Comboio das Crianças, de Viola Ardone, um livro baseado em factos verídicos e que narra a história esquecida das crianças de Nápoles e da fuga à miséria no pós-Segunda Guerra, e de Mulheres que Compram Flores, de Vanessa Montfort, um sucesso literário espanhol que já soma 22 edições no seu país e mais de 150 mil exemplares vendidos e que a autora apresenta como sendo “um romance social, bastante crítico com a sociedade e o perfeccionismo”. Duas semanas mais tarde, a 18 de junho, será editado O Golfinho, de Mark Haddon, considerado pelo The Guardian um dos melhores livros de 2019, um thriller que relata a aventura de um pai e da sua filha, atravessando mitos e lendas, fantasia e realidade.

Na área da não-ficção, e com uma atualidade incontornável, a Ideias de Ler publica, a 4 de junho, o livro de Adam Kucharski, As Leis do Contágio, no qual o epidemiologista da London School of Hygiene and Tropical Medicine apresenta os padrões matemáticos de uma doença infeciosa como aquela que assola atualmente a Humanidade, ao mesmo tempo que procura compreender os intricados processos biológicos e sociais do fenómeno do contágio – seja de uma doença, de um comportamento ou de uma ideia.

Num registo mais desconfinado, e a pensar no bem-estar, fica disponível no mesmo dia o tão esperado livro do irascível e carismático Gordon Ramsay: Comida Fit (Porto Editora) reúne as melhores receitas para aliar a prática de exercício físico à nutrição adequada, sem abdicar de refeições deliciosas. A 18 de junho, e pela chancela Ideias de Ler, chegará o novo livro da nutricionista Sandra Ribeiro, Leve para sempre, que pretende ajudar os leitores a fazerem uma reeducação alimentar para acabar de vez com todas as dietas loucas e sem resultados.

PARABÉNS, LUÍSA DUCLA SOARES

Quantas gerações de pequenos leitores cresceram com as histórias de Luísa Ducla Soares? No ano em que se assinala o 50.º aniversário da vida literária da escritora, a Porto Editora lança, a 11 de junho, Luísa – as histórias da minha vida, um livro em que a autora abre a porta da sua intimidade ao recordar, através de histórias, ilustrações e fotografias, momentos da sua vida e da sua carreira.

Para os leitores mais jovens, a Porto Editora destaca também a edição, a 25 de junho, de O livro mágico do Avô João (volume I), da autoria do pediatra Hugo Rodrigues que, inspirado pela sua prática profissional e pela sua experiência enquanto pai, faz a sua estreia na ficção infantojuvenil apresentando as histórias do Avô João e dando a conhecer as aventuras do Diogo, do Gonçalo, da Inês e da Margarida.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK