2019-02-12
Apontamento em voo
Não conseguiu o tempo
do poema
coincidir-lhes voo,
um vento atrás:

ao das jovens cegonhas
pelo céu,
lisas e puras

Só tentar-lhes compasso
em arremedo

E o passo arrastado
do poema
ficou-se nesse atraso:

o motor raso,
os dedos sob a asa –
do avesso

rasgando, sem rasgar,
o dúctil ar
da folha –

Ana Luísa Amaral
What’s in a Name
Partilhar:
What's in a Name
What's in a Name
Ana Luísa Amaral

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK