2019-03-26
[Quis contigo escrever um poema.]
Quis contigo escrever um poema.
Deitámo-nos na relva do tempo
e senti na tua boca a outra metade do céu.

Alguns deixam a História por quimeras,
a sua própria história desenhada no verde
renque das imagens. E absolve-os
a memória. Eu não quis contigo
durar mais que um instante na relva:
nem esplendor nem miséria, o tempo certo,
a perda exata. Como se o poema
existisse tão-só nesse momento
e ninguém mais o pudesse vir escrever.

Luís Filipe Castro Mendes
Poemas Reunidos
(prefácio de Nuno Júdice)
Partilhar:
Poemas Reunidos
Poemas Reunidos
Luís Filipe Castro Mendes

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK