Os Contos

Os Contos

ISBN: 978-972-37-0857-8
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78039
Coleção: O Imaginário
ver detalhes do produto
22,00€ I
-10%
COMPRAR
-10%
22,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível.

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Franz Kafka foi sem sombra de dúvidas, a par de Joyce, o escritor que mais marcou a literatura romanesca do século XX. Publica-se agora, pela primeira vez em Portugal, uma colectânea dos seus contos que reúne os "textos publicados em vida", conforme a edição crítica da obra. A coordenação e introdução do volume é de José Maria Vieira Mendes, que também traduziu alguns dos textos, juntamente com Álvaro Gonçalves e Manuel Resende.

Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

"Lendo estes textos, percebemos o que significa o adjectivo «kafkiano», para além da usura a que foi sujeito".
António Guerreiro, Actual (Expresso), 31 de Julho de 2004
"Embora tenha sido realçada por diversos críticos e especialistas a dimensão política e teológica da sua obra, dimensões essas mais exógenas e complementares ao ser, parece-nos que Kafka é, sobretudo, um escritor psíquico, que se serve dos corpos e das coisas exteriores como projecções e analogias da sua mente. Quando em Relatório a uma Academia põe a discursar um homem que fala dos tempos em que foi macaco, Kafka refere-se a um ambíguo complexo de inferioridade que o faz sentir-se um animal entre os homens. É do escritor como animal, como refere Pietro Citati, que Kafka escreve - um animal preso no covil da escrita."
Nuno Carvalho, Diário de Notícias

DETALHES DO PRODUTO

Os Contos
ISBN: 978-972-37-0857-8
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78039
Coleção: O Imaginário
Idioma: Português
Dimensões: 134 x 210 x 25 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352
Tipo de Produto: Livro

sobre Franz Kafka

Franz Kafka nasceu em 1883, em Praga, numa família da média burguesia judia de expressão alemã. Tendo concluído os estudos jurídicos com o título de Doutor em Direito em 1906, começou dois anos depois a revelar os seus primeiros textos em revistas literárias. A Metamorfose, novela que viria a afirmar-se como uma das suas obras de referência, foi publicada em 1915. Publicou em vida apenas sete pequenos livros, três deles antologias de textos e contos. A 3 de junho de 1924, não resistindo à tuberculose que havia contraído em 1917, morreu num sanatório em Kierling, a poucos quilómetros de Viena, deixando três romances fragmentários que seriam publicados postumamente pelo seu amigo e testamenteiro Max Brod: O Processo (1925), O Castelo (1926) e América (1927). A sua obra, centrada no homem solitário moderno, refém de uma vida absurda, tornar-se-ia uma das mais influentes do mundo literário do século XX.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK