Poemas Escolhidos

Poemas Escolhidos

Formatos disponiveis
19,90€
17,91€
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
19,90€
17,91€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IPré-lançamento - envio a partir de 26-04-2018
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Apresenta-se neste livro uma antologia de poemas de William Wordsworth, em edição bilingue, seleccionados e traduzidos por Daniel Jonas, que assina também a introdução e notas a este volume. A propósito de Wordsworth, diz-nos: "[…] o poeta que leremos [nesta antologia] não nos é desconhecido. Ainda que convictamente pudéssemos afirmar nunca termos lido o poeta em questão, a sua poesia é de tal maneira uma aquisição colectiva que torna o seu anonimato meramente uma questão formal. De facto, Wordsworth, de maior ou menor maneira, constitui-nos a nós, leitores mais ou menos aparentados com um certo tipo de imposição social e cultural. O mesmo se passa com a sua estética socialmente pouco recomendável. Quando nos afastamos horrorizados de tudo o que é romântico é possível que esta assombração melancólica possa, afinal, acabar por permear vários tipos de interacções pessoais e nos identifique a nós e ao nosso ethos mais do que poderíamos estar preparados para admitir num primeiro momento". [do Prefácio de Daniel Jonas]
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Poemas Escolhidos
ISBN:978-972-37-1985-7
Edição/reimpressão:04-2018
Editor:Assírio & Alvim
Código:79487
Idioma:Português
Dimensões:150 x 212 x 30 mm
Encadernação:Capa dura
Páginas:320
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
O poeta romântico William Wordsworth foi um dos impulsionadores da génese do movimento romântico inglês. Nasceu em Cumberland, Inglaterra, em 1770. Estreou-se na literatura em 1787, quando publicou um poema no The European Magazine. No mesmo ano, começou a estudar em Cambridge, onde se entusiasmou com os ideais da Revolução Francesa, e formou-se em Artes em 1791. Em 1798 publicou, juntamente com Samuel Taylor Coleridge, a antologia poética Lyrical Ballads, cujo prefácio é muitas vezes considerado o manifesto do romantismo inglês. Nele, defende-se o uso da linguagem coloquial, do homem comum, como melhor modo de expressar a universalidade das emoções humanas, e a valorização da simplicidade quotidiana. Em 1798 Wordsworth começou a escrever um longo poema autobiográfico, Poem to Coleridge, publicado alguns meses depois da sua morte com o título The Prelude. O poeta morreu com oitenta anos em 1850.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK