A Flagelação das Bolsinhas de Camurça seguido de Um Outro Kratki-Baschik

A Flagelação das Bolsinhas de Camurça seguido de Um Outro Kratki-Baschik

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-0810-3
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78052
Coleção: Gato Maltês
ver detalhes do produto
7,00€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
7,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

SINOPSE

Apresentam-se neste pequeno livro, dois dos mais afamados contos do escritor austríaco Heimito von Doderer, «A Flagelação das Bolsinhas de Camurça» e «Um Outro Kratki-Baschik».
Um dos autores mais notáveis da literatura austríaca do século XX, Heimito von Doderer nasceu em Viena em 1896, a cidade da sua vida, onde inicia o curso de Direito a partir de 1914. Um ano mais tarde interrompe os estudos para se alistar, como voluntário, no 3.º Regimento Real de Lanceiros. Participa na campanha russa e em 1916 é capturado e feito prisioneiro de Guerra. Os próximos quatro anos são passados na Sibéria em condições extremas, até que em 1920 regressa a Viena e aos estudos, desta vez de História e Psicologia. Em 1923 publica pela primeira vez um pequeno volume de poemas. Começa a publicar com alguma frequência, e escreve pequenos contos para jornais. Chegada a 2.ª! Guerra Mundial participa de novo, pelo lado dos nazis, e é novamente encarcerado como prisioneiro de guerra, agora na Noruega entre 1945 e 1946. Publica abundantemente nos anos que se seguem, conquistando em 1958 o Grande Prémio do Estado Austríaco. Escreve até morrer, a 23 de Dezembro de 1966. Hoje, a sua obra está traduzida para diversas línguas, às quais se junta agora o português, fruto do trabalho irrepreensível de José A. Palma Caetano.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Dois contos, dois estilos
Evandro Ferreira e Silva | 2015-07-05
O primeiro conto é bom, mais simbólico, metafórico. É um pouco difícil destrinchar seus significados mais profundos, embora o tom geral seja uma espécie de sátira ao subjetivismo e à falta de autoconsciência. Já o segundo conto, esse é uma obra-prima. A prosa aqui é mais bonita e trabalhada e a narrativa é instigante do início ao fim - e ainda melhora gradativamente, terminando de maneira surpreendente (mas sem exageros). O parágrafo final, em que se fala da arte e dos milagres por analogia aos acontecimentos sucedidos, é simplesmente fantástico. A propósito, a tradução de José António Palma Caetano é muito bem feita - ao menos quanto ao português, já que não cotejei com o original.

DETALHES DO PRODUTO

A Flagelação das Bolsinhas de Camurça seguido de Um Outro Kratki-Baschik
ISBN: 978-972-37-0810-3
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78052
Coleção: Gato Maltês
Idioma: Português
Dimensões: 115 x 184 x 7 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 64
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Contos

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK