Dacosta em Paris

ISBN: 978-972-37-0568-3
Edição/reimpressão: 04-2000
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78384
ver detalhes do produto
23,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
23,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Conhecemos bem a excelente pintura de Dacosta. Com o livro "A Cal dos Muros", a Assírio revelou recentemente a sua mais que interessante poesia. Agora, é finalmente o crítico que é dado a conhecer através do volume "Dacosta em Paris". António Dacosta escreveu com regularidade crítica de arte em vários jornais, nomeadamente no "Diário Popular" e em "O Estado de São Paulo". Mediante uma aturada investigação, particularmente no jornal brasileiro, foi possível recuperar a maioria dos seus textos sobre arte, textos que o ocuparam demoradamente no longo período em que deixou de pintar. Bernardo Pinto de Almeida, seu amigo pessoal e profundo conhecedor da sua obra, considerou este livro com sendo de uma "importância excepcional no contexto da cultura portuguesa".
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Dacosta em Paris
ISBN: 978-972-37-0568-3
Edição/reimpressão: 04-2000
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78384
Idioma: Português
Dimensões: 170 x 241 x 24 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 416
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Arte > Pintura
Poeta e pintor açoreano, António Dacosta nasceu em Angra do Heroísmo, ilha Terceira, em 1914. Mudou-se para Lisboa em 1935, onde estudou Belas-Artes. Estudou arte também em Paris, cidade onde se instalou definitivamente no ano de 1947.
A sua pintura insere-se no movimento surrealista, tendo participado na Exposição Surrealista de Paris de 1949.
Para António Dacosta, a poesia representava um complemento da pintura, utilizando-a como catalisador do processo criativo de pintar. Destruiu, por este motivo, grande parte dos poemas que escreveu. Os que restaram foram publicados, postumamente, pela Assírio & Alvim, em «A Cal dos Muros».
Ver Mais