Os Poemas

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
49,00€ I
39,20€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
49,00€ I
39,20€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Paul Celan, «poeta judeu de língua materna alemã, oriundo de uma região outrora parte do Império Austro-Húngaro, e actualmente parte da Ucrânia, preconizava “uma linguagem mais cinzenta” para os poemas da sua actualidade, acabada de sair dos horrores do Holocausto e eivada de anti-semitismo». Neste volume reúnem-se, pela primeira vez em Portugal, todos os livros publicados em vida, o conjunto de mais de uma centena de poemas não incluídos e dispersos do seu espólio e, ainda, um ciclo fragmentário que o poeta não teve a oportunidade de terminar. Fruto de pesquisas e sucessivas traduções ao longo de 50 anos, Maria Teresa Dias Furtado dá-nos finalmente a oportunidade de ler Paul Celan na íntegra.

Vive as vidas, vive-as todas,
separa os sonhos uns dos outros,
vê, eu subo, vê, eu caio,
sou outro, não sou outro.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Paul Celan ou um mais além
José Fernando Guimarães | 2022-11-08
Conheço a poesia de Celan via João Barrento (com ou sem Yvette Centeno). E também em tradução dele Meridiano. Vamos, agora, ver a tradução de Teresa Dias Furtado (que traduziu Hölderlin, e aderi). Quanto à poesia de Celan, este quis inventar uma linguagem poética que ia até ao osso. Os jogos são constantes. Num mais além que nem o encontro com Heidegger, seu grande leitor e admirador, conseguiu resolver. Por isso, foi sempre mais além pela palavra dentro. Até ao suicídio.

DETALHES DO PRODUTO

Os Poemas
ISBN: 978-972-37-2227-7
Edição/reimpressão: 10-2022
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79301
Idioma: Português
Dimensões: 172 x 247 x 50 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 1152
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

sobre Paul Celan

Paul Celan nasceu em Czernowitz (Bucovina, na Roménia) em 1920, de pais judeus-alemães. Em 1940, Czernowitz é ocupada pelos soviéticos e no ano seguinte pelas tropas alemãs e romenas. Em 1942, os seus pais são deportados para um campo de extermínio, onde morrem poucos meses depois. Apesar de ter sobrevivido ao Holocausto, Celan permaneceu preso, num campo de trabalho, até 1943, ano em que a Bucovina volta a ser tomada pelos soviéticos.

Em 1945, parte para Bucareste onde se torna tradutor e leitor de uma editora e publica os seus primeiros poemas. Em dezembro de 1947, partirá para Viena, e um ano depois para Paris, onde se fixa e retoma os estudos (Germanística e Linguística). Entre 1950 e 1968, publica vários originais e traduções (Shakespeare, Henri Michaux, Paul Valéry, Pessoa, Mandelstam). Em 1969, um ano antes da sua morte, visita Israel. Suicida-se no Sena, um ano depois.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK