Os Quatro Rostos do Mundo

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
Formatos disponíveis
19,90€ I
15,92€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
19,90€ I
15,92€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - envio até 48 horas
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

«À data da morte do poeta [...], um restrito grupo de amigos [...], desejando dar uma imagem minimamente coerente da grandeza poética de Buson, decidiu fazer uma recolha alargada de haikus, seleccionando aqueles que poderiam dar uma imagem inequívoca dessa realidade criativa. No final, tinham seleccionado oitocentos e sessenta e oito poemas, agruparam-nos por estações do ano, em dois volumes, e deram ao trabalho o título de Haikus Escolhidos do Mestre Buson, que foi publicado em 1785, um ano após a morte do autor. E é precisamente essa antologia que agora apresentamos aos leitores portugueses.» [da Introdução de Joaquim M. Palma]
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

O mundo por Yosa Buson
Sofia Micalli | 2020-07-04
Mais um belíssimo livro editado pela Assírio & Alvim. Yosa Buson já merecia um livro dedicado em exclusivo aos seus Haiku. Sensibilidade pictórica em cada poema. Como refere Joaquim M. Palma, "nos seus poemas é perfeitamente percetível a existência de uma atmosfera de desprendimento, de simplicidade, de liberdade e de ternura pelas coisas pequenas do quotidiano."
A bela poesia japonesa
Joaquim Moreira | 2020-05-27
Buson, um dos maiores poetas japoneses a par de Bashô e Issa, revela-nos nesta antologia tudo o quanto de belo tem a poesia japonesa através da sua forma de haiku. A par da enorme poesia inscrita em três simples versos, é toda uma lição de sabedoria espiritual que aprendemos com estes mestres.

DETALHES DO PRODUTO

Os Quatro Rostos do Mundo
ISBN: 978-972-37-2121-8
Edição/reimpressão: 03-2020
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79508
Coleção: Documenta Poetica
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 213 x 27 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 296
Tipo de Produto: Livro

sobre Yosa Buson

Yosa Buson (Osaka, 1716-Quioto, 1783), poeta e pintor japonês, é hoje considerado um dos quatro grandes poetas de poesia haiku do Japão. Nas palavras de Joaquim M. Palma: «Buson é, dos quatro grandes, aquele que tem uma existência adulta que se pode considerar como sendo a mais “normal” e tranquila. Organizou e manteve até ao fim uma vida familiar tradicional, foi pai, em casa havia dinheiro suficiente para o dia-a-dia […], viajou, dispunha de tempo para se dedicar ao estudo, à escrita e à pintura, teve amigos leais, morreu velho […]. E este estado de coisas reflectiu-se muito na sua escrita. Mercê de uma estupenda capacidade de observação da realidade que o rodeia, do conhecimento profundo que tem dos mestres antigos […], nos seus poemas é perfeitamente perceptível a existência de uma atmosfera de desprendimento, de simplicidade, de liberdade e de ternura pelas coisas pequenas do quotidiano.»
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK