Poema à Duração

Prémio Nobel da Literatura 2019
Formatos disponíveis
14,40€ I
11,52€ I
-20%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
14,40€ I
11,52€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

«O título, Gedicht an die Dauer (Poema à Duração), indicia já um tema pouco vulgar e implica uma reflexão que, para além de poética e do que se refere à realidade do poeta, não deixa de entrar também no domínio da filosofia. [...] No seu poema, Handke procura indagar em que condições o tempo foi para ele uma sensação de continuidade, algo que não se esgotou num momento, mesmo de felicidade, mas a que lhe foi possível regressar, sempre que condições idênticas, não as mesmas, se verificaram. A duração é, por isso, um produto da sua experiência, um sentimento que se baseia na repetição de certos actos, que assim ganham continuidade e permitem uma identificação do próprio «eu». A duração representa uma comunhão consigo próprio, a descoberta do seu próprio ser [...].» [da introdução de José A. Palma Caetano]

Há já muito tempo que pretendo escrever sobre a duração,
não um ensaio, uma peça de teatro ou uma história -
a duração exige a poesia.
Quero interrogar-me num poema,
lembrar-me num poema,
afirmar e conservar num poema
o que é a duração.

[...]
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Poema à Duração
ISBN: 978-972-37-2114-0
Edição/reimpressão: 11-2019
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79196
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 212 x 13 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 88
Tipo de Produto: Livro

sobre Peter Handke

Prémio Nobel da Literatura 2019

Escritor austríaco, Peter Handke nasceu em Griffen, na Áustria, a 6 de dezembro de 1942. Passou aí a sua infância e também em Berlim Leste. Fez o liceu num seminário católico e, em 1961, ingressou no curso de Direito da Universidade de Graz. Durante os seus tempos de estudante, Handke frequentou o grupo de escritores «Forum Stadtpark» e publicou artigos na revista Manuskripte. Abandonou os estudos após a publicação do seu primeiro romance Die Hornissen, em 1965. Desde então tem dedicado a sua vida à escrita, destacando-se como dramaturgo, mas também como romancista, poeta, argumentista e realizador de cinema.
Foi o vencedor do Prémio Nobel de Literatura 2019.
Atualmente vive em Chaville, França.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK