Vem à Quinta-Feira

avaliação dos leitores (7 comentários)
(7 comentários)
Formatos disponíveis
11,00€ I
9,90€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
11,00€ I
9,90€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK

SINOPSE

No seu mais recente livro de poesia Filipa Leal fala-nos, com uma voz muito própria, de problemas e sobressaltos, dos dramas da sua geração mas também dos tumultos por que passaram as anteriores. «Havemos de ir ao futuro e, no futuro, estará finalmente tudo como dantes.» Desfia memórias e cartografa emoções, porque afinal «[…] buscamos no quotidiano uma estrada onde se repita o amor e a casa de algum Verão.»
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Gostei
Dulcineia | 2020-09-11
Um livro simples, mas profundo. Repleto de sentimentos que muitas vezes partilhamos.
Viva a poesia
AGP | 2020-05-13
Filipa Leal afirma -se e confirma-se como uma das novas poetisas portuguesas, uma voz e escritas diferentes que é imprescindível conhecer.

DETALHES DO PRODUTO

Vem à Quinta-Feira
ISBN: 978-972-37-1877-5
Edição/reimpressão: 06-2021
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79432
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 80
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

sobre Filipa Leal

Filipa Leal nasceu no Porto em 1979. É poeta, jornalista e argumentista. Formada em Jornalismo pela Universidade de Westminter (Londres), é Mestre em Estudos Portugueses e Brasileiros pela Faculdade de Letras do Porto. Trabalhou em rádio, imprensa e televisão. Publicou o seu primeiro livro, lua-polaroid, em 2003, a que se seguiram oito títulos de poesia, entre os quais A Cidade Líquida, O Problema de Ser Norte, A Inexistência de Eva (ed. Deriva), Adília Lopes Lopes (não-edições) ou Vem à Quinta-feira (2016, ed. Assírio & Alvim). O seu livro A Cidade Líquida foi publicado em Espanha pela editorial Sequitur. Em 2016, a editora colombiana Tragaluz publicou a primeira antologia que reúne poemas de toda a sua obra no livro En los días tristes no se habla de aves. Escreveu, com a realizadora Patrícia Sequeira, a longa-metragem de cinema Jogo de Damas, pela qual receberam o prémio Golden Aphrodite de Melhor Guião no Festival de Cinema do Chipre (2016) e o Prémio de Melhor Guião no International Monthly Film Festival de Copenhaga (2017). Autora e argumentista da série Mulheres Assim, emitida na RTP1 (2016-2017), colaborou também com o programa semanal Literatura Aqui, da RTP2 (Prémio SPA para Melhor programa de Entretenimento 2017). Atualmente é um dos rostos do programa cultural Nada Será Como Dante (RTP2).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK