2018-06-12

À sombra da memória

Livro de Eugénio de Andrade tem posfácio de Gonçalo M. Tavares

Partilhar:

A 14 de junho a Assírio & Alvim publica À Sombra da Memória, livro publicado originalmente em 1993 que continua Os Afluentes do Silêncio e que reúne memórias, discursos, prefácios a alguns livros, notas em catálogos de exposições e outros textos em prosa de Eugénio de Andrade.

Gonçalo M. Tavares assina o posfácio desta edição e diz-nos, acerca desta prosa do grande poeta: «O que temos aqui, em cada um destes textos de Eugénio, não é uma emoção que chegou ontem, apressada, do comboio. A emoção expressa-se com a calma de que há muito veio e não pensa partir tão cedo. Eis a emoção distribuída pelo tempo. A que empresta ao discurso, não a paixão apressada e fácil, mas a serenidade afetiva que admiramos.»

SOBRE O AUTOR

Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu a 19 de janeiro de 1923 no Fundão. Em 1947 ingressou na função pública, como funcionário dos Serviços Médico-Sociais, e em 1950 fixou residência no Porto. Manteve sempre uma postura de independência relativamente aos vários movimentos literários com que a sua obra coexistiu ao longo de mais de cinquenta anos de atividade poética. Revelou-se em 1948, com As Mãos e os Frutos, a que se seguiria, em 1950, Os Amantes sem Dinheiro (já publicados pela Assírio & Alvim). Os seus livros foram traduzidos em muitos países e ao longo da sua vida foi distinguido com inúmeros prémios, entre eles o Prémio Camões, em 2001.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK