2024-02-02

Instruções para habitar a ausência

O Quarto Vazio, de Juan Vicente Piqueras

Partilhar:

Em O Quarto Vazio, Juan Vicente Piqueras explora a força dos laços filiais – dos parentes aos amigos –, meditando sobre a vida e a morte. Lado a lado, a tragédia do desfecho contrasta com a felicidade da memória: um eterno jogo de palavras que nos devolve a amizade e o amor na sua pureza cristalina. Uma edição bilingue, com tradução assinada por Manuel Alberto Valente.

 

O livro já se encontra em pré-venda e estará disponível nas livrarias a 8 de fevereiro.

 

O lançamento da obra realiza-se no âmbito da 25.ª edição do festival literário Correntes d'Escritas, no dia 22 de fevereiro, às 12h20, no Cine-Teatro Garrett da Póvoa de Varzim, com a presença do autor.

 

À FORÇA DE

 

À força de viver no deserto

fui-me esquecendo do cheiro da chuva.

 

À força de viver num mundo irreal

perdi o contacto com o meu corpo.

 

À força de morrer fui-me parecendo,

desculpem a tristeza, com o meu cadáver.

 

À força de viver no deserto

o coração foi-se convertendo

num relógio de areia.

 

SOBRE O AUTOR

Juan Vicente Piqueras nasceu em 1960 em Los Duques de Requena (Valência). Fez a licenciatura em Filologia Hispânica e saiu do seu país em 1985. Roma foi a sua cidade durante dezanove anos. Viveu também em França, na Grécia, na Argélia, e vive agora em Lisboa, onde é Diretor de Estudos no Instituto Cervantes. A par da sua atividade poética, que tem vindo a ser reconhecida com a atribuição de diversos prémios e com a tradução dos seus livros em vários países, tem sido o tradutor de importantes poetas para a língua castelhana, entre eles Tonino Guerra.