À Margem do Amor

À Margem do Amor

Notas sobre delinquência juvenil

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-0778-6
Edição/reimpressão: 04-2003
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78493
ver detalhes do produto
17,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
17,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Pedro Strecht tem vindo a afirmar-se como um dos nomes incontornáveis na área da psiquiatria da infância e da juventude no nosso país (ver nota bibliográfica), seja através do seu trabalho clínico, ou da sua participação em variadas comissões, supervisionando ou dirigindo equipas de apoio a crianças e jovens. Ou ainda através da publicação de livros nesta área e da sua colaboração em revistas ou jornais.

A delinquência juvenil é uma questão premente e fulcral nos dias de hoje. Mas ela não surgiu assim, subitamente, do nada. Neste seu novo livro, À Margem do Amor (Notas sobre Delinquência Juvenil), Pedro Strecht analisa a origem do problema, fala-nos da importância da prevenção, de como se pode intervir, do problema do abuso sexual (que, por coincidência, os últimos tempos atiraram para as primeiras páginas dos jornais), etc.. Porque todos nós vemos, sentimos, somos parte deste problema, devemos saber encará-lo, percebê-lo, ajudarmos a ultrapassá-lo.

Como Jane Pooley afirma no prefácio, "Pedro Strecht ajuda-nos a encarar os delinquentes juvenis como crianças carentes: crianças em primeiro lugar e, só depois, delinquentes, ajudando-nos a ultrapassar esse rótulo." E acrescenta: "Os leitores deste livro terão certamente muitas e diversas aptidões, interesses e contactos. Pode haver, porventura, muitas formas diferentes de cada um contribuir para ajudar estas crianças a seguirem um caminho mais produtivo. Não é preciso ser trabalhador da área da saúde ou perito em educação. Ser pai ou mãe, gerir problemas, lidar com o dia a dia, dá-nos, a cada um de nós, oportunidades neste campo.

"Portanto, aconselho-vos a ler e saborear o livro. Levem as suas mensagens para a prática de trabalho e para a vossa vida quotidiana, e é possível que, juntos, consigamos mudar alguma coisa."
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Compreender as (in)justiças
Aa | 2020-12-28
Um excelente livro, bastante explicativo da realidade destes jovens, e do quão é necessáiro prevenir e saber intervir. Deveria ser obrigatório para todos os que contactam e trabalham diariamente com estes jovens.

DETALHES DO PRODUTO

À Margem do Amor
ISBN: 978-972-37-0778-6
Edição/reimpressão: 04-2003
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78493
Idioma: Português
Dimensões: 161 x 221 x 24 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 240
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Psicologia
Pedro Strecht nasceu em 1966. Terminou o curso de Medicina em 1989 (Universidade Nova), é especialista em Psiquiatria da Infância e Adolescência (Pedopsiquiatria) desde 1995 e autor de mais de cinquenta livros. Fez estágios na sua área clínica em Londres e Oxford. Exerceu diversas funções ao longo da sua vida profissional: foi professor do Ensino Secundário e do Ensino Superior, médico no Hospital de Dona Estefânia, no Chapitô, nos Centros Educativos da Bela Vista e Padre António de Oliveira, no Centro Dr. João dos Santos — Casa da Praia, que dirigiu enquanto IPSS e na Cooperativa A Torre. Foi supervisor do Projeto de Apoio à Família e à Criança Maltratada, colunista da revista Pais e Filhos e do jornal Público, coordenou a Equipa de Intervenção Psicossocial do Gabinete de Reconversão do Casal Ventoso e também a Equipa de Intervenção em Crise da Casa Pia de Lisboa. Trabalhou na ART — Associação de Respostas Terapêuticas e num Lar de Infância e Juventude Especializado, GPS (em Castro Verde). Recentemente, presidiu à Comissão de Investigação de Abusos Sexuais de Crianças por Membros da Igreja Católica Portuguesa, tendo sido distinguido em equipa com a medalha de ouro do Prémio Direitos Humanos, atribuído pela Assembleia da República. Atualmente, trabalha em consulta privada em Lisboa. Tem como outros interesses fundamentais a música, a literatura, a escrita, o desporto e a natureza. É casado, pais de três filhos e tem uma cadela. Sabe muito bem que não é perfeito e, por isso mesmo, continua a gostar de trabalhar com crianças e adolescentes e respetivos pais, com quem sente que todos os dias aprende a ser melhor médico e melhor pessoa. Numa época de afirmação da ciência e tecnologia, guiada por fatores económicos, gosta de valorizar todas as formas de expressão artística e, um dia, aspira a ser apenas reconhecido enquanto humanista.
Ver Mais