Antologia Poética

Antologia Poética

ISBN: 978-972-37-0008-4
Edição/reimpressão: 12-1986
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78166
Coleção: Amadis
ver detalhes do produto
12,50€ I
-10%
COMPRAR
-10%
12,50€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I dias

CRÍTICAS DE IMPRENSA

"A obsessão de José Bento pela poesia dos nossos vizinhos ibéricos já o levou a uma empresa desmesurada, a sua monumental Antologia da Poesia Espanhola Contemporânea. Menor empresa não é esta sua selecção e tradução de poemas de Garcilaso de la Vega, um enorme poeta peninsular do século XVI que se foi fazendo em paralelo com o império de Carlos V e com a penetração da mundividência renascentista em Espanha. [...] A Assírio & Alvim teve uma boa ideia ao pôr nas livrarias esta edição em bilingue. Se bem que a tradução de José Bento seja excelente, como de costume, é sempre saboroso dar um saltinho à expressão idiomática do antologiado. Outro aspecto importante desta edição é o do prólogo e o das notas de José Bento, que situam Garcilaso clara e pormenorizadamente nas convulsões e na cultura do seu tempo."
O Diário, 23.11.1986

DETALHES DO PRODUTO

Antologia Poética
ISBN: 978-972-37-0008-4
Edição/reimpressão: 12-1986
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78166
Coleção: Amadis
Idioma: Português
Dimensões: 134 x 209 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 208
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia
Poeta espanhol oriundo de Toledo, que nasceu em 1501 e virá a falecer em 1536, em Nice. Garcilaso de la Vega nasce no seio de uma família nobre com ligações à Rainha Isabel, a Católica, em plena época dos Descobrimentos. Tem uma educação prestigiada no estudo do latim e do grego, o que lhe permitirá a leitura dos clássicos, marcantes no seu conhecimento da poesia. De 1526 a 1529 viveu em Toledo com a corte de Carlos V e a sua família mas, em 1529, desembarca em Génova com a comitiva do imperador, para a coroação imperial pelo Papa em Bolonha. Aqui, Garcilaso de la Vega deixa-se enriquecer pelo Renascimento Italiano, que influenciará enormemente a sua poesia, a ponto de ser um dos responsáveis pela elegância das formas renascentistas na poesia espanhola. A paisagem de Toledo desenhada por Garcilaso de la Vega é povoada por belas ninfas e pastores melancólicos apaixonados, influência clara da luz renascentista de Botticelli. Em 1533, volta a Barcelona numa missão atribuída pelo vice-rei de Nápoles. Esteve pela última vez em Espanha no ano seguinte, vindo a morrer num campo de batalha em 1536.
Ver Mais