Arrancar Penas a um Canto de Cisne

Arrancar Penas a um Canto de Cisne

avaliação dos leitores (3 comentários)
(3 comentários)
Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C.M. de Amarante 2015-2016
Formatos disponiveis
38,80€
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
38,80€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Dos livros mais recentes para os livros mais antigos, vinte anos depois de «A Imprecisa Melancolia» (1995), reúne-se neste livro toda a poesia de Luís Quintais, que nos diz que «A memória faz-se ao contrário. Assim fiz a minha. Procurei, porém, não desfigurar. Corrigi erros, arrumei melhor, alguns poemas foram eliminados, outros, que esquecera, foram incluídos, reescrevi pontualmente.» O posfácio é de Pedro Eiras.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Arrancar Penas a um Canto de Cisne de Luís Quintais
Fátima Duarte |2016-11-06
Arrancar Penas a um Canto de Cisne de Luís Quintais. O melhor livro de poesia. Comprei dois, por achar que um grande amigo se deve dar a outro amigo. É um livro modelo, um grito que ri com tal força que sinto alegria e cor… o cheiro amargo e doce… e, vejo as palavras com asas que embalam cada voo. Tão forte e subtil, que mesmo com 864 páginas, quero ter sempre perto. Lembro-me ter feito com foto de capa um marcador de páginas para cada livro. Um cântico permanente, uma obra de arte sem igual.
Um livro incontornável
VFontes |2016-06-05
Luís Quintais é, seguramente, um dos nomes maiores da poesia portuguesa contemporânea. Este livro reúne a vastíssima produção poética do autor, resultando numa obra monumental e incontornável para quem quer compreender como se faz poesia, hoje.

DETALHES DO PRODUTO

Arrancar Penas a um Canto de Cisne
ISBN:978-972-37-1848-5
Edição/reimpressão:10-2015
Editor:Assírio & Alvim
Código:79418
Idioma:Português
Dimensões:150 x 212 x 46 mm
Encadernação:Capa dura
Páginas:864
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
Luís Quintais nasceu em 1968 em Angola. Antropólogo, poeta e ensaísta, leciona no Departamento de Antropologia da Universidade de Coimbra. Como antropólogo tem publicado ensaios em diversas revistas da especialidade sobre as implicações sociais e culturais do conhecimento biomédico, em particular sobre a psiquiatria e seus contextos. Desenvolve atualmente investigação sobre as interações entre biotecnologias, arte e cognição. Como poeta, publicou A Imprecisa Melancolia (1995), Lamento (1999), Umbria (1999), Verso Antigo (2001), Angst (2002), e Duelo (2004), obra a que foram atribuídos o Prémio Pen Clube de Poesia e o Prémio Luís Miguel Nava - Poesia 2005.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK