Cálamo

Cálamo

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-0320-7
Edição/reimpressão: 12-1999
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78284
Coleção: Gato Maltês
ver detalhes do produto
6,00€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
6,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Amor como solução para tempos conturbados
Ana Gonçalves | 2019-03-07
Walt Whitman escolhe o amor como valor supremo indispensável à liberdade - o amor como solução para tempos conturbados nos EUA, na vertigem da guerra civil; o amor também como factor decisivo para a afirmação pessoal. Trata-se de uma mensagem, naturalmente poética, para os seus contemporâneos, mas sobretudo para aqueles que no futuro terão a responsabilidade de firmar a liberdade e consolidar a democracia. Whitman pertence àquela tão singular estirpe de poetas: os insubmissos.

DETALHES DO PRODUTO

Cálamo
ISBN: 978-972-37-0320-7
Edição/reimpressão: 12-1999
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78284
Coleção: Gato Maltês
Idioma: Português
Dimensões: 115 x 186 x 5 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 48
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

sobre Walt Whitman

Considerado o grande poeta da Revolução Americana – ou até mesmo o maior poeta de toda a literatura americana – o nova-iorquino Walt Whitman (1819-1892) destacou-se no estilo do verso livre, sem restrições métricas, mas também com um pensamento que dessa forma funcionava: sem limites e regras.
Dele escreveu Fernando Pessoa: «Introduziu uma nova subjetividade na conceção poética e fez da sua poesia um hino à vida.»
Whitman foi, no verdadeiro e justo entendimento do termo, um visionário. Celebrou o homem e a natureza, incentivando pelas suas palavras os mais nobres ideais de comunhão, de partilha e de participação democrática nos Estados Unidos da América.
Se fosse vivo, talvez Walt Whitman hoje escrevesse coisas parecidas às de outrora, de tão imutáveis que parecem ser os sentimentos que descreveu, de tão evidente que era, para o autor, a delicadeza da condição humana, do amor, do sexo, da vida em comunhão nas cidades e dos caminhos difíceis que juntos continuamos a percorrer.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK