Nada Tão Importante, Que Não Possa Ser Dito

Nada Tão Importante, Que Não Possa Ser Dito

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-1263-6
Edição/reimpressão: 10-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78744
Coleção: Poesia Inédita Portuguesa
ver detalhes do produto
10,00€ I
-10%
24H
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
24H
EM
STOCK
10,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H

SINOPSE

O último livro de poesia inédita portuguesa chega-nos pela mão de José Alberto Oliveira. Aqui fica um poema para aguçar o apetite do leitor mais atento:

NADA TÃO IMPORTANTE
Encerrou o século, com muitas janelas
partidas, paredes por rebocar,
tapumes derrubados; os mercados
regurgitam peças sobressalentes,
engrenagens estropiadas.
O cidadão, mosca torpe,
agarra-se ao bordo da mesa,
enquanto o inverno não chega.
Alguns morrem. Com razões de sobra.
Prosperam mecanismos,
outros sufocam, há reclamações
pelo atraso nas partidas.
O circo, caída a noite, parte —
esquecida, uma cabra magra
rilha a urtiga das pedras.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

A ler
Madalena Silva | 2016-12-30
Não conhecia o autor e encontrei nesta obra um lirismo discreto e poemas que nos aproximam a aspectos do quotidiano, mais ou menos inquietantes, entre silêncios. Levou-me também à "poesia inglesa". Um livro de poesia para ter na mesa de cabeceira e todos os dias poder encontrar algo de novo.

DETALHES DO PRODUTO

Nada Tão Importante, Que Não Possa Ser Dito
ISBN: 978-972-37-1263-6
Edição/reimpressão: 10-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78744
Coleção: Poesia Inédita Portuguesa
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 80
Tipo de Produto: Livro
Médico cardiologista, José Alberto Oliveira nasceu em 1952 em Souto da Casa, Fundão, e vive atualmente em Lisboa. Publicou o seu primeiro livro de poemas em 1992, na Assírio & Alvim, e surpreendeu pelo seu lirismo discreto e pela diversidade temática de aproximação a aspetos do quotidiano, onde além disso são notórias as influências da poesia inglesa. Traduziu Auden, Russell Edson, Frank O’Hara e Charles Simic, entre outros. Foi um dos principais colaboradores do livro «Rosa do Mundo — 2001 poemas para o futuro».
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK