O Templo Dourado

O Templo Dourado

ISBN: 978-972-37-0155-5
Edição/reimpressão: 03-2009
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78216
Coleção: O Imaginário
ver detalhes do produto
16,60€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
16,60€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível.
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

De débil constituição física e gago de nascença, Mizoguchi é o único filho de um bonzo Zen. Ao longo de toda a sua vida, sente-se diminuído e complexado por causa da sua gaguez, o que o leva a isolar-se. Quando chega o momento vai estudar para bonzo no Templo Dourado, em Quioto. Desde cedo preocupado com a Beleza, Mizoguchi vem a desenvolver com o templo uma relação de dependência obsessiva, que constitui um outro obstáculo à sua interacção com o mundo exterior. Para ele, O Templo Dourado era a encarnação última e suprema da Beleza, conceito que esmaga toda a sua existência. Com a Segunda Guerra Mundial e o Japão do pós-guerra como cenário, O Templo Dourado é quase um monólogo interior que espelha a repressão e a obsessão de Mizoguchi, das quais se vem a libertar num final perverso.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

O Templo Dourado
ISBN: 978-972-37-0155-5
Edição/reimpressão: 03-2009
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78216
Coleção: O Imaginário
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 288
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Yukio Mishima, novelista e dramaturgo, pseudónimo de Kimitake Hiraoka, nasceu em Tóquio em 1925 e suicidou-se de forma mediática, praticando o ritual japonês seppuku, a 25 de novembro de 1970, manifestando assim a sua discordância perante o abandono das tradições japonesas e a aceitação acrítica de modelos consumistas ocidentais. O idealismo que enforma a sua obra e conduzirá a sua vida está enraizado no tradicionalismo militar e espiritual dos samurais, e a sua conceção da arte liga-se a um elevado culto da alma e do corpo. Mishima é um dos mais conhecidos escritores japoneses, várias vezes apontado como candidato ao Prémio Nobel da Literatura, e autor de obras inesquecíveis como Confissões de Uma Máscara (1948), O Templo Dourado (1956) ou O Marinheiro Que Perdeu as Graças do Mar (1963).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK