2019-10-09

Harmonia: três tratados de contemplação

Antonio Colinas estreia-se em Portugal com um dos seus livros mais conhecidos

Partilhar:
A 17 de outubro a Assírio & Alvim publica Harmonia, do escritor espanhol Antonio Colinas, um dos mais importantes livros do autor e que assim marca a sua estreia em Portugal. Para descrever este Harmonia, o próprio autor se questiona: «Aforismos, reflexões, impressões, contemplações?», elegendo de seguida a última hipótese, por melhor caracterizar este conjunto de três ensaios – ou, como Colinas defende, tratados – , onde se deixa deslumbrar pela vida e pela natureza.

Do Prólogo:
«Estes Três Tratados da Harmonia são, de entre os meus livros, aqueles que prefiro. Por vezes, naquele momento em que o leitor anónimo me pede que lhe recomende um só dos meus livros, eu costumo sugerir-lhe estes Tratados. Porquê? Talvez porque eles formam uma obra que revela muito bem o escritor que, essencialmente, eu quis ser […]»

O Autor

Antonio Colinas (La Bañeza, León, 30 de janeiro de 1946) é um poeta, romancista, ensaísta e tradutor espanhol. As suas primeiras publicações são de 1969 e pertencem ao género lírico: Poemas de la tierra y de la sangre e Preludios a una noche total. Em 1985 publicou o seu primeiro romance, Un año en el sur: Para una educación estética, a que se seguiu Larga carta a Francesca em 1986. Entre as suas traduções do italiano encontram-se a obra de Giacomo Leopardi e a poesia completa de Salvatore Quasimodo, Prémio Nobel de Literatura. Colinas publicou uma vasta e variada obra que recebeu diversos prémios, entre eles o Prémio Nacional de Literatura (1982), atribuído pelo Ministério de Cultura de Espanha, e mais recentemente o 25.º Prémio Reina Sofía de Poesía Iberoamericana (2016).

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK