2017-05-26

Uma metáfora emblemática da humanidade

Teoria da Fronteira é o novo livro de José Tolentino Mendonça

Partilhar:

Teoria da Fronteira é o título do novo livro de poesia de José Tolentino Mendonça, que a Assírio & Alvim publica a 1 de junho. A primeira parte do novo livro abre com esta epígrafe de Gloria Anzaldúa: «Penso na fronteira como o único ponto da terra que contém todos os outros lugares dentro de si», mote para uma poderosa reflexão sobre o amplo significado da palavra fronteira, nas suas múltiplas dimensões e como metáfora emblemática da humanidade, ontem como hoje. Ponto de partida para viagens por terras e cidades, por tempos passados e presentes, peregrinando pelos lugares da amizade, pela solidão, pelo silêncio, pelo corpo.



INVERNO

Na cabana da guarda quando a hora
se faz precipitadamente escura
o peregrino varre
os seus pensamentos e espera

nunca foi tão transparente
o vidro da janela por onde vigia

SOBRE O AUTOR

Poeta, sacerdote e professor, José Tolentino Mendonça nasceu em 1965, na Ilha da Madeira. Doutorou-se em Teologia Bíblica, em Roma, e vive atualmente em Lisboa. Entre outras responsabilidades é Vice-Reitor da Universidade Católica Portuguesa, dirige o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura e a revista Didaskalia. Tem publicado diversos livros de poesia, ensaio e teatro na Assírio & Alvim, e colaborado em muitos outros como tradutor e/ou organizador. Para José Tolentino Mendonça, «A poesia é a arte de resistir ao seu tempo». A sua obra tem sido galardoada com diversos prémios, entre eles o Prémio Cidade de Lisboa de Poesia, o Prémio Pen Clube de Ensaio e o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C. M. Amarante.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK