O Olhar Diagonal das Coisas

avaliação dos leitores (4 comentários)
(4 comentários)
Formatos disponíveis
40,00€ I
36,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
40,00€ I
36,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Estes são poemas de precisão, questionamento e de receitas para várias crises: O Olhar Diagonal das Coisas reúne os 17 livros de poesia de Ana Luísa Amaral, trinta anos em verso inaugurados por Minha Senhora de Quê (1990), até ao mais recente Mundo (2021).

METAFÍSICO FRUTO
Um fruto reticente é a saudade:
a pele custosa à faca, olhos como
cavernas onde a faca não chega e


uma arte cirúrgica é precisa.
Não posso permiti-la no caixote
a insistir-me a alma. Por isso


insisto a arte e a minha perícia
em lhe arrancar a pele, os olhos
reticentes de Sibila.


Às fatias depois — tarefa
igual —

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Lindissímo!
Joana Bastos | 2023-01-16
Uma coletânea de poemas absolutamente poética. O livro, a capa e o conteúdo. Uma boa forma de recordar Ana Luisa Amaral.
Excelente
Catarina Neto | 2022-07-09
Magnífica ideia está de reunir a obra desta poetisa num só volume, pena que o papel seja de qualidade inferior...está poesia pode definir se como sendo do quotidiano, dos objectos do nosso dia a dia mas mas também reflete sobre temas como o amor e a morte. Pena que seja mais reconhecida no estrangeiro do que cá dentro.

DETALHES DO PRODUTO

O Olhar Diagonal das Coisas
ISBN: 978-972-37-2225-3
Edição/reimpressão: 10-2022
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79258
Idioma: Português
Dimensões: 173 x 248 x 50 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 1384
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia
Ana Luísa Amaral nasceu a 5 de abril de 1956, em Lisboa. Autora de mais de três dezenas de livros, entre poesia, teatro, ficção, infantis e de ensaio, a sua obra está traduzida e publicada em diversos países. Obteve várias distinções e prémios em Portugal e no estrangeiro, como a Medalha da Cidade de Paris, a Medalha de Ouro da Câmara Municipal do Porto, por serviços à Literatura, o Prémio Literário Correntes d’Escritas, o Premio de Poesía Fondazione Roma, o Grande Prémio de Poesia da APE, o Prémio PEN de Ficção, o Prémio Vergílio Ferreira, ou, ainda, o Prémio Rainha Sofia de Poesia Iberoamericana. Traduziu diferentes poetas, como Emily Dickinson, William Shakespeare ou Louise Glück. Foi professora jubilada da Faculdade de Letras do Porto e membro sénior do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, onde trabalhou nas áreas de poéticas comparadas e estudos feministas. Morreu a 5 de agosto de 2022.
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU