A Noite Abre Meus Olhos (eBook)

avaliação dos leitores (8 comentários)
(8 comentários)
Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C.M. de Amarante
Formatos disponíveis
10,99€ I
-10%
COMPRAR
-10%
10,99€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Disponibilidade Imediata

SINOPSE

«A Noite Abre meus Olhos» reúne toda a poesia publicada por José Tolentino Mendonça incluindo já, nesta nova edição, os livros «Estação Central» e «A Papoila e o Monge».

Sobre a poesia de José Tolentino Mendonça reflecte Jerónimo Pizarro, no posfácio que preparou para esta edição, dizendo-nos ser «[¿] bem mais nocturna do que muita da poesia portuguesa. É a noite, e não o dia, que "abre seus olhos", e os fulgores dessa noite - iluminada pelas recordações - são os que, de forma fragmentária, o poeta procura captar […]. Resgatando o que o tempo apaga, exercendo um determinado tipo de resistência vital, partilhando um olhar diferente sobre o mundo, hospedando o Leitor no poema […].»
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Às vezes, ouve-se Deus
J.S | 2021-07-31
Esta edição é simplesmente fabulosa! Os poemas de Tolentino Mendonça conjugam o humano e o divino, o ruído doloroso e a voz de Deus. Maravilhosos!
Poesia subtil e sublime
Paula P. | 2019-07-08
Numa linguagem subtil e sublime, José Tolentino de Mendonça fala de tudo e de nada. As referências esbatem-se e parece ficar, apenas, a poesia que é o respirar o mundo. Gera-se um ambiente de espiritualidade e elevação que faz bem à alma.

DETALHES DO PRODUTO

A Noite Abre Meus Olhos (eBook)
ISBN: 978-972-37-1807-2
Edição/reimpressão: 12-2014
Editor: Assírio & Alvim
Código: 68523
Idioma: Português
Páginas: 464
Tipo de Produto: eBook
Classificação Temática: eBooks > eBooks em Português > Literatura > Poesia
José Tolentino Mendonça é poeta, sacerdote e professor. Nasceu na ilha da Madeira. Estudou Ciências Bíblicas em Roma e vive no Vaticano desde 2018, onde é responsável pela Biblioteca Apostólica e pelo Arquivo Secreto do Vaticano. Em 2019, foi elevado a Cardeal pelo Papa Francisco. Para José Tolentino Mendonça, «a poesia é a arte de resistir ao seu tempo». Os seus livros têm sido distinguidos com vários prémios, entre eles o Prémio Cidade de Lisboa de Poesia (1998), o Prémio PEN Clube de Ensaio (2005), o italiano Res Magnae, para obras ensaísticas (2015), o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE (2015), o Grande Prémio APE de Crónica (2016) e, mais recentemente, o prestigiado Prémio Capri-San Michele (2017).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK